Motrax jaso header
03-06-2024

O que significa a especificação de óleo JASO?

A JASO (Japanese Automotive Standards Organization) é uma organização constituída pelos principais fabricantes de veículos no Japão. Foi criada como o equivalente japonês às especificações API (American Petroleum Institute), porque estas não eram adequadas às necessidades de especificação únicas dos motores japoneses modernos. As especificações API foram concebidas para motores de automóveis, mas não para motores de motociclos.
Partilhar via

Os óleos para automóveis foram utilizados até 1998 como base para a maioria dos óleos para motociclos. Mas com a evolução da tecnologia automóvel, os óleos foram modificados para satisfazer as necessidades modernas. Como resultado, foram adicionados aditivos e misturados modificadores de fricção com o óleo. Embora estas modificações fossem positivas para a utilização em automóveis, eram prejudiciais para os motociclos. Este foi especialmente o caso das caixas de velocidades e embraiagens dos motociclos. Ao contrário dos automóveis, os motociclos não utilizam um óleo separado para a caixa de velocidades, o que provoca o deslizamento das embraiagens devido aos modificadores de fricção. Pode também contribuir para a formação de pitting na caixa de velocidades (corrosão localizada e formação de microfissuras). O óleo dos motociclos e das scooters tem de funcionar em condições mais intensas do que o dos automóveis, pois tem de suportar temperaturas mais elevadas, bem como um regime de motor mais elevado e uma maior densidade de potência. Estas circunstâncias sujeitam o óleo a um stress de funcionamento significativo.

Em 1998, a norma JASO T903 foi introduzida como a norma mundialmente reconhecida para óleos de motociclos a 4 tempos. Define os níveis de desempenho necessários para uma lubrificação satisfatória dos diferentes modelos de motociclos.

O JASO T903 consiste em duas categorias de desempenho:

  • JASO MA: Óleos para motociclos com embraiagem húmida. Estes óleos fornecem o desempenho de fricção necessário para evitar que a embraiagem escorregue e são, portanto, modificados sem fricção. Estes óleos podem ser utilizados em motores de motociclos a 4 tempos em que existe um sistema de óleo para o motor, a caixa de velocidades e a embraiagem. Os óleos MA são adequados para todas as aplicações.
  • JASO MB: Óleos para motociclos com uma transmissão automática (scooters). Estes óleos proporcionam o desempenho necessário em termos de fricção através da adição de modificadores de fricção que proporcionam benefícios em termos de economia de combustível. Este tipo de óleos é classificado como o óleo de menor fricção nos óleos para motociclos a 4 tempos. Os óleos MB não devem ser utilizados quando é necessário um óleo MA, uma vez que podem induzir o deslizamento da embraiagem nos motociclos, pelo que só devem ser utilizados em scooters. A transmissão nas scooters é efectuada por meio de correias ou correntes e, por conseguinte, não necessita de qualquer óleo.

Um óleo é MA ou MB com base no resultado do teste de fricção da embraiagem JASO T903. Neste teste, é avaliado o desempenho de três áreas de desempenho de fricção, certificando-se de que o óleo é adequado para aplicações de embraiagem húmida.

  • Atrito dinâmico: A sensação da embraiagem e a transferência de potência durante o engate da embraiagem.
  • Atrito estático: A capacidade de manuseamento do binário e a resistência contra o deslizamento durante as condições de arranque.
  • Tempo de paragem: A rapidez com que a embraiagem engata.

A principal diferença entre JASO MA e MB é se o óleo é adequado para uma embraiagem húmida ou não.

Em 2006, MA1 e MA2 foram adicionadas como categorias extra dentro da especificação JASO MA. A principal diferença entre estas duas categorias é o desempenho de fricção mais elevado dos óleos MA2. Isto significa que, a partir de 2006, os óleos de motor que cumprem a norma T903:2006 podem ser divididos em quatro especificações para óleos de motociclos a 4 tempos:

  • JASO MA: Esta é a especificação padrão para óleos que são utilizados num sistema de óleo (em que o motor, a caixa de velocidades e a embraiagem utilizam o mesmo óleo). Estes óleos não contêm quaisquer modificadores de fricção.
  • JASO MA1: Esta é uma especificação padrão inferior para motociclos que requerem óleos diferentes para o motor, a caixa de velocidades e a embraiagem.
  • JASO MA2: Esta é uma especificação padrão mais elevada para os motociclos modernos. Estes óleos são adequados para utilização em motociclos que têm conversores catalíticos no sistema de escape.
  • JASO MB: Esta é uma especificação padrão inferior para motores de scooters.

Para que um óleo cumpra qualquer uma das especificações JASO acima mencionadas, tem de cumprir pelo menos um dos seguintes níveis de qualidade:

  • API SG, SH, SJ, SL, SM
  • ILSAC GF-1, GF-2, GF-3
  • ACEA A1/B1, A3/B3, A3/B4, A5/B5, C2, C3

Embora as especificações dos óleos para motociclos acima referidas sejam de longe as mais importantes e mundialmente reconhecidas, a JASO já introduziu um sistema de classificação para os óleos a 2 tempos em 1994. As tolerâncias dos modernos motociclos e scooters a 2 tempos são muito menores e também exigem um óleo que gere menos cinzas.

As classificações dos óleos a 2 tempos da JASO são as seguintes

  • JASO FA: Esta é a especificação mais baixa que testa a capacidade de lubrificação, a detergência, o binário inicial, os fumos de escape e o bloqueio do sistema de escape. Esta especificação foi oficialmente declarada obsoleta em 2005, embora ainda esteja a ser utilizada.
  • JASO FB: Esta especificação é ligeiramente superior à JASO FA e testa as mesmas características. Exige uma maior capacidade de lubrificação, detergência, fumos de escape e bloqueio do sistema de escape. Corresponde à especificação global ISO EGB.
  • JASO FC: Esta especificação exige os mesmos resultados para os ensaios de capacidade de lubrificação e binário inicial que a JASO FB, mas tem normas mais elevadas para a detergência, os fumos de escape e o bloqueio do sistema de escape. Corresponde à especificação global EGC da ISO.
  • JASO FD: Esta especificação tem as mesmas normas que a JASO FC, com exceção de um requisito de detergência mais elevado. Corresponde à especificação global ISO EGD.

Verifique sempre o manual do proprietário para saber qual a especificação necessária. Se forem indicadas as especificações API e JASO MA, certifique-se de que escolhe um óleo que satisfaça ambas as especificações.

Para além das especificações mundialmente reconhecidas acima descritas, a JASO também definiu as seguintes especificações de óleo (em parte com correlação API ou ACEA).

  • JASO DL-1: Um óleo especialmente concebido para motores diesel ligeiros equipados com dispositivos de pós-tratamento dos gases de escape.
  • JASO DH-1: Um óleo com elevado teor de cinzas sulfatadas concebido para a lubrificação de motores diesel pesados, não adequado para dispositivos de pós-tratamento dos gases de escape.
  • JASO DH-2: Óleo com baixo teor de cinzas sulfatadas, concebido para a lubrificação de motores diesel pesados, especialmente quando equipados com dispositivos de pós-tratamento dos gases de escape.
  • JASO GLV-1: Um óleo de motor para automóveis de passageiros, de viscosidade ultra-baixa, que poupa combustível.
  • JASO 315-1A: Uma especificação que define um tipo de fluido de transmissão automática Dexron Vi. Esta especificação foi agora rebaptizada para JASO 1-A.
A Rymax Lubricants utiliza cookies para garantir que obtém a melhor experiência no nosso website. Leia mais sobre a forma como utilizamos os seus cookies na nossa declaração de cookies. 

Seleccione a sua região